domingo, 12 de setembro de 2010

E se...? TEMOS DE AGIR CONTRA ISTO IMEDIATAMENTE! PRESIDENTE, CHEGOU A HORA!

Todos estamos endiabrados com a crise do Enorme. A maioria dos benfiquistas, depois desta jornada, congemina como dissecar Olarápios e outros que tais. Mas ainda há os persistentes, que rejeitam a ideia do sistema arguido nº1, principal despoletador dos maus resultados. A raça humana é sempre muito influenciável. Enquanto que ontem alguns pediam a cabeça do árbitro, hoje pedem cabeças variadas: ou dos jogadores, ou de LFV...há cabeças para todos os gostos.
Posto tudo isto há uma questão que se afirma pertinente. E se o Benfica se mantivesse ao nivel da temporada transacta? Será que estariamos a 9 pontos do 1º lugar? Será que teríamos passado pelas marradas do implacável Boiquepensa e saido vitoriosos da cidade berço?
Julgo que não seja tão fácil assim de responder.
A arbitragem nessa época tinha este nível ordinário?
Na época passada o caso Apito Dourado surgia no mundo cibernauta como uma epidemia. O youtube mostrava sem papas na língua a podridão de um desavergonhado criminoso do futebol e seus capangas. É ele o responsável que lançou um clube na ribalta, durante anos obscuros, tornando-o no 2º clube com mais títulos no país. 30 longos anos de hegemonia e poderio. Anos esses em que se assistia penosamente à descensão do MAIOR clube português de sempre. Uma queda proporcionada por arbitragens que até aí eram quase inimagináveis. Os casos vieram à baila, crimes foram anunciados e a palavra corrupção ganhou mais força que nunca na gíria do futebol. O Apito Dourado colocou Pinto da Costa nas bocas do mundo. Estava debaixo dos olhos de todos e gritava-se o clamor JUSTIÇA.
O Benfica arranjou um homem de nome Jesus que levou a massa encarnada à loucura. Tornou uma convicção em realidade "Vamos ser Campeões". O Benfica transformou-se num cilindro mágico como não se via há anos e o campeonato foi apelidado pelos adversários mais directos como Campeonato dos Túneis. Apenas na última jornada se decidiu o campeão e o Braga chegou ao 2º posto embalado por uma arbitragem quase sempre favorável durante a 2ª mão da jornada (não querendo tirar mérito ao Braga, mas certamente o 2º lugar foi uma prenda).
O caso do Apito sofreu um viragem e passou a ser uma violação ao sigilo das provas. Pinto da Costa converteu-se na vítima e não tardaria nada estava a ser ilibado já que as escutas, afinal de contas, não contam como provas. Um clube humilhado e impotente que acabou o campeonato em 3º lugar ficou privado de ir à Champions e a única explicação que tinha era os ditos cujos 'túneis'. Espumaram de raiva como nunca e prometeram justiça (calão andrade de tradução, Crime). Ei-los em peso este ano! Fernando Gomes, membro da máfia, apoderou-se dos destinos do futebol e após a impunidade desta teia corrupta, um aliado no cargo superior, era a peça que faltava para uma época de sonho, onde seria feita justiça (à moda Siciliana).
O Benfica começa a época decorrente com o rei na barriga, mas logo percebeu após a Supertaça perdida que não poderia dar-se ao luxo de passear as chuteiras e seria imperativo "esquecer a época passada". Mesmo assim a equipa tinha, e ainda tem, o sector defensivo com fragilidades. Face à Académica o guarda-redes foi o protagonista da desgraça. A Académica fez certamente o melhor jogo do campeonato contra nós e ainda beneficiou de um golo ilegal. Sendo que ao Benfica foi omitido um penálti. Tudo acontecia de enxurrada, um Benfica melhor que na última partida, contudo trapalhão e ainda fora de forma. A exibição do GR enchia os olhos do povo e alguém se esquecia que apesar dos serviços mínimos e dos frangos, o resultado vero seria a nossa vitória. Eis que surge novamente a voz da autoridade que profetiza sem receio a conquista do Bi-Campeonato. Na segunda jornada, a história do GR repete-se, e o Benfica continua a melhorar ligeiramente. Pela segunda vez, é perdoado um pénalti contra o adversário e 7 jogadores encarnados são amarelados permitindo livres estratégicos que fazem a equipa e o GR tremer. O caos instala-se e a sentença de morte do dito frangueiro está prestes a ser anunciada. A história repete-se, alguém se esquecia que apesar dos serviços mínimos e dos frangos, o resultado seria no mínimo o nosso empate. 3ª jornada, não podia ter corrido melhor. Nada a assinalar na arbitragem, a mais isenta até agora. Só que há um contraste: o GR passa de besta a bestial. E isto sem dúvida era o bastante que catapultaria a equipa na rota do sucesso.
4ª jornada, a obscena. O GR já não parece tão mau, está melhorzito. E sabem porque não está tão mau? Roberto passou para o segundo plano, pois desta vez não foi ele que encheu os olhos do povo, mas sim um recentemente homenageado árbitro tão 'querido' do clube: Olarápio. Aquilo simplesmente passou a marca da parcialidade e assim sim, pode-se dizer, inclusive os avençados, que foi um ROUBO! O Benfica foi permissivo no primeiro golo, apresentava algumas falhas, mas fez o mais que suficiente para vencer.
Enquanto isto vemos um Porto com as três primeiras jornadas ainda mais pobres que as nossas, cuja única diferença é que os serviços mínimos bastam para vencer. Neste não existem hesitações e qualquer lance, por mais dificil de analisar que seja, é ajuizado em prol do Porto.
Roberto serviu de bode expiatório, mas eu sempre ouvi dizer que a culpa não morre solitária e Roberto é um guarda-redes num  mau momento que de repente está a ser confundido com um mau GR, (inspirem-se em Eduardo).
Digam sinceramente, o Benfica não está espectacular e dificilmente progredirá porque não nos deixam. Esta equipa não teve a mínima hipótese de progressão. Depois de um jogo de sonho é necessária uma arbitragem na força máxima para nos parar. Eis o filme a que acabámos de assistir.
Em suma, numa linguagem que todos captam: este ano o Polvo tem o caminho livre para usar e abusar dos tentáculos. Se o Benfica estivesse ao nível da época passada então teríamos um Olarápio a um nível tão mais tenebroso capaz de nos enfrentar. Eles estão-se a cagar se dão nas vistas ou não, perderam o medo e estão cá fora à vista de todos para mostrar quem manda nesta merda. Arrumam-nos para os quintos da tabela nas primeiras jornadas aproveitando o duro calendário que temos e depois têm a papinha feita e podem esconder-se novamente. Segue-se o Sporting, mais uns balázios para nós e a tarefa da Máfia está literalmente consumada. O clube corrupto fará o inimaginável para ir à Champions em 1º lugar e mostrar que Jorge Jesus não é o antídoto da nossa força. O certo é que eles serão campeões, o Benfica será um aborto e se não fossem os Túneis, e o Glorioso a ser beneficiado na última época, também o teriam sido! Meus caros, se esta equipa fosse a da época transacta, poderíamos não estar a 9 pontos do Porto à 4ª jornada, mas desenganem-se, estaríamos a 9 pontos numa outra jornada e de maneira nenhuma seríamos campeões, porque este ano o título já está reservado/pago para os Aliados. A ver vamos!

TEMOS DE AGIR CONTRA ISTO IMEDIATAMENTE! PRESIDENTE, CHEGOU A HORA!

2 comentários:

  1. Excelente artigo, parabéns e saudações gloriosas

    ResponderEliminar
  2. Este artigo foi considerado ARTIGO DO DIA no Jornal da Gloriosasfera

    Saudações Gloriosas
    jornal.gloriosasfera.com

    ResponderEliminar